Governador Marcos Rocha fala de acréscimo em Decreto, durante transmissão ao vivo por rede social

Publicada em


Acompanhado de três de seus secretários, Finanças, Saúde e Casa Civil, Marcos Rocha disse que a cadeia produtiva não pode parar.

Marcos Rocha/Governador de Rondônia durante transmissão ao vivo por rede social.
Da Assessoria

Na noite desta quarta-feira, dia 25 de março, o governador de Rondônia Marcos Rocha (PSL) em transmissão ao vivo por sua página numa rede social, informou para pouco mais de 108 mil rondonienses, as mudanças – acréscimos – no Decreto publicado por ele, durante o final de semana passado, que obriga o fechamento de vários tipos de seguimentos do comercio e até da indústria no Estado, por causa do coronavírus.

Foram pouco mais de 2 mil compartilhamentos até a manhã desta quinta-feira, dia 26 de março. Possivelmente, o vídeo não tenha tido repercussão. Caberá a mídia compromissada do estado, espalhar a informação que deveria ser feita de forma oficial, com anúncios em cadeias de emissoras de rádio e TV, pelo governador e sua equipe, que preferiu fazer um pronunciamento sério como o tal, através de uma rede social, quase que pessoal.

Acompanhado de três de seus secretários, inclusive Fernando Máximo, chefe da Sesau, Marcos Rocha ditou as seguintes mudanças, ou nove acréscimos:

1. Funerários;
2. Comércio de produtos que são ligados a agroindústria;
3. Obras e serviços de engenharia;
4. Manutenção e limpeza;
5. Hotéis e hospedaria. Café da manhã deve ser servido nos apartamentos;
6. Escritórios de contabilidade;
7. Materiais de construção;
8. Restaurantes às margens das rodovias e
9. Borracharias

“Temos que evitar aglomeração. Você tem que ir, compra, o que tem que comprar, paga e sai”, disse o governador, afirmando que seu decreto se sobrepõe aos demais decretos municipais”.

Assista a transmissão ao vivo, clicando no link abaixo:

 

Coronavírus – Informações do Decreto

Posted by Coronel Marcos Rocha on Wednesday, March 25, 2020

 

 

Jornal Eletrônico Portal P1