Delegado da PF que comandou prisões de prefeitos de Rondônia dá entrevista sobre esquema de corrupção

Publicada em


Foto: Anderson Silva

 

Em uma coletiva concedida virtualmente na tarde desta sexta-feira (25), o delegado da Polícia Federal, Flori Júnior que comandou a operação que prendeu quatro prefeitos e um ex-deputado do Estado, relatou como foi realizada a investigação que já estava sendo feita a cerca de 10 meses.

 

Segundo o delegado, um empresário que tem identidade mantida em sigilo procurou a PF para informar que estaria sendo extorquido por prefeitos onde este realizava serviços, e que se acaso essa propina não fosse repassada, os municípios deixariam de utilizar seus serviços.

 

O delegado afirmou ainda, que o esquema se deu inicio na cidade de Rolim de Moura, e que o empresário não responderá por nenhum crime, visto que ele ajudou nas investigações denunciando o esquema.

 

O delegado Flori Junior afirmou que havia uma grande chance das investigações levarem a esquemas em vários municípios e envolver outros prefeitos, porém a PF agiu por determinação de um desembargador do Tribunal da Justiça de Rondônia e decretou as prisões dos envolvidos

 

Foram recolhidos durante a operação uma grande quantidade de dinheiro em espécie ainda não contabilizado, documentos, joias e celulares.

 

Para todos os presos na manhã de hoje, foram expedidos mandados de prisões preventivas, e não há informações de qual o prazo para liberação.

 

 

Jornal Eletrônico Portal P1