Adelino Follador fala sobre greves nacionais e investigação da PF quanto ao transporte escolar estadual

Publicada em


O parlamentar afirmou que a população está muito desacreditada da política

 

O Adelino Follador (DEM) usou a tribuna em sessão parlamentar na manhã desta quarta-feira (30) para registrar sua indignação quanto a alguns acontecimentos ocorridos nas últimas semanas, dentre eles a crise gerada pelas greves e a investigação da Polícia Federal sobre transportes escolares em Porto Velho.

Segundo o parlamentar, a manifestação dos caminhoneiros e o apoio popular dado a eles esclarecem como a população se encontra indignada com a classe política. “Infelizmente, por conta de corruptos, há falta de crédito na política em geral. Hoje temos um presidente da república que de fato tem pouca credibilidade”.

Ele comentou sobre a operação no Estado da Polícia Federal que está investigando várias pessoas envolvidas em licitações suspeitas do transporte escolar e ressaltou que, apesar de já chegar o fim do semestre, alunos da zona rural de Porto Velho não puderam comparecer as aulas pela falta de locomoção. “Esse tipo de coisa denigre cada vez mais a imagem da política e de pessoas públicas”.

De acordo com Adelino, a ação correta da prefeitura teria sido realizar um novo contrato, já que o anterior estava incorreto. “Se o contrato estava errado deveriam ter feito um novo e não renovado. O que vemos nesse caso é superfaturamento e muitas outras questões que passaram”.

Ele comentou sobre o Projeto de Lei discutido na sessão de terça-feira (29), que facilita a contratação de cooperativas de transporte para ajudar na locomoção escolar estadual. “A cooperativa não é dona dos carros, apenas intermediária de pessoas que possuem o transporte para ajudar no trajeto das crianças, por isso queremos fazer essa alteração”.

ALE/RO – DECOM – Isabela Gomes

Foto: Ana Célia