Vereador Schimiti Patroleiro fala de redução de salários de vereadores jaruenses e posse de colega que estava com Covid-19

Publicada em


Parlamentar destacou a importância da readequação dos salários, especialmente numa época tão imprópria.

Foto: Assessoria

 

O vereador Schimti Patroleiro (Patriota) destacou ao Portal P1, nesta manhã de quarta-feira (13), a importância da sessão extraordinária, que foi realizada durante a manhã, para corrigir “ato que se tornou inconstitucional” da legislatura anterior, aumentando os salários dos vereadores, para o quadriênio 2021/2024.

 

A casa de leis municipal também é cumpridora da Lei de Responsabilidade Fiscal, ficando impossibilitada de cumprir, sendo os salários R$ 10 mil mensais.

 

Schimiti Patroleiro se disse satisfeito com a participação no primeiro ato da atual legislatura, tomando decisão tão importante que dignifica o poder legislativo e demonstra claramente o compromisso assumido com a população jaruense, de uma câmara com o máximo de lisura.

 

A primeira sessão dos atuais legisladores foi extraordinária e serviu para decidir e nomear a comissão temporária composta pela vereadora Denísa do Carlinhos (MDB) nomeada como presidente, a relatoria ficou por conta do vereador Rafael Lopes (MDB), membro vereadora Professora Damiana (PSB).

 

Os vencimentos dos parlamentares passaram então para R$ 8.200,00 bruto, sendo R$ 6.200,00 líquido, conforme o vereador Schimiti declarou.

 

Foi nesta primeira sessão extraordinária também, a vereadora Neuza Orlandini (PSB), que foi vítima de Covid-19 e não pode participar da cerimônia de posse no dia 1º de janeiro de 2021, foi empossada após se recuperar do vírus e cumprir quarentena. Neuza Orlandini foi eleita com 421 votos em 15 de novembro de 2020.

 

 

Jornal Eletrônico Portal P1

 

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria