Pescadores flagram descarte de material suspeito no Rio Jaru, que seria do Laticínio Italac

Publicada em


Imagens que circulam nas redes sociais, denunciam como material supostamente impróprio, mas empresa diz que é agua retornável.

Foto: Whatsapp reprodução

 

Nesta segunda-feira (7), pescadores jaruenses realizaram o registro de imagens do descarte de um líquido esbranquiçado e espumoso, além de mal cheiroso, sendo despejado no Rio Jaru, a poucos metros da ponte, próximo do linhão, num acesso que dá no rio.

 

O Jornal Eletrônico Portal P1 recebeu as denúncias em áudios e imagens, nesta terça-feira (8), no início da tarde. Em contato com o gerente da empresa Renato Oliveira, foi possível apurar que a empresa não faz descarte de nenhum material impróprio no Rio Jaru ou qualquer de seus afluentes.

 

Conforme apurado pelo P1 junto da empresa, o líquido visto por pescadores, sendo despejado, seria na verdade agua que é utilizada pela empresa e depois de devidamente tratada, seria novamente despejada no rio, entretanto Renato Oliveira informou ao Portal P1 que a água tratada é reutilizada em irrigação e que não é despejada no rio.

 

Após a publicação da matéria, alguns pescadores informaram ao Portal P1 que o vídeo foi gravado em uma distancia aproximadamente de 01 km, não sendo possível afirmar que seria do Italac ou algum bueiro do setor 08 ou até mesmo de outra empresa.

 

Renato Oliveira disse ainda que possui toda a documentação exigida pelos órgãos competentes, como, Sedam e SEMINFRAM (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Agricultura e Meio Ambiente), para que a agua que é retirada do rio e utilizada pela empresa, possa retornar após receber o devido tratamento.

 

O Jornal Eletrônico Portal P1 entrou em contato com a SEMINFRAM, mas o responsável pelo meio ambiente estaria fora de área, trabalhando. Já na Sedan, não foi possível falar com ninguém dos responsáveis.

 

 

**Matéria editada no dia 08/12/2020 as 18:11hrs

 

Confira abaixo os vídeos feitos pelos pescadores:

 

Jornal Eletrônico Portal P1