Bandidos que trocaram tiros com policial militar em Cacoal, RO, são de Ji-Paraná, RO; um morreu

Publicada em


Foram a cidade para roubar um garimpeiro e após o crime, sofreram acidente durante a fuga. Troca de tiros foi numa tentativa de socorro.

Foto: Whatasapp/Reprodução

 

Os dois homens, sendo um de 31 e outro de 20 anos, que trocaram tiros com um policial militar nesta manhã de quarta-feira (27), são da cidade de Ji-Paraná (RO) e, estavam em Cacoal (RO), para realizar o roubo de dinheiro e pedras preciosas, de um garimpeiro.

 

A informação foi repassada para a polícia, por Valdir Martins de Castro, de 20 anos, que sobreviveu a troca de tiros com o policial militar, que acompanhava um sargento e um tenente do Corpo de Bombeiros Militar, na hora em que os dois bandidos sofreram o a acidente.

 

Conforme Valdir, a dupla de assaltantes apurou em Ji-Paraná, que um garimpeiro de Cacoal estaria com muito dinheiro, inclusive dólares, além de pedras preciosas em casa e que estaria também negociando máquinas, supostamente usadas para extração de minério.

 

O suspeito que morreu no local, teria sido identificado pelo comparsa [Valdir] apenas por “Rogério”, mas a polícia apurou tratar-se de Jean Verle da Silva Lima, de 31 anos.

 

Um encontro foi combinado com uma pessoa do rol de amizades do suposto garimpeiro, que levaria uma comissão pela venda das maquinas e do minério.

Logo pela manhã a pessoa num veículo HB-20, teria buscado os dois supostos compradores na loja da Havan e os levou até a casa do empresário, onde todos foram rendidos e roubados.

 

Havia na casa pelo menos três pessoas, que foram amarradas e feitas refém, enquanto eles reviravam o local. Os bandidos então roubaram a quantia de R$ 32.998,00 (trinta e dois mil, novecentos e noventa e oito reais) em dinheiro e U$ 3.000,00 (três mil dólares). Na casa eles ainda encontraram e subtraíram dezoito pedras brilhantes, provavelmente ‘diamantes’ com aproximadamente 13 gramas cada, um relógio de cor dourada, da marca Tecnos e uma corrente de cor dourada, pesando aproximadamente 44 gramas.

 

O carro usado na fuga, pertence a testemunha que fez contato telefônico com os dois suspeitos nesta terça e que ficou responsável pela intermediação e combinou o encontro com a vítima.

Na fuga, o condutor teria perdido o controle do automóvel após se chocar contra um buraco na marginal Castelo Branco e bateu na traseira de um caminhão. Os dois ficaram feridos.

 

Assim que houve o acidente, começou a juntar pessoas. Foi neste momento que o policial militar CB PM Daniel Rodrigues Braga que dirigia uma viatura, onde estavam o tenente BM Francisco Marcone e o sargento BM Elias passavam pela BR-364.

 

SGT BM Elias desceu e cruzou o canteiro para se aproximar e prestar socorro, enquanto os outros dois militares fizeram o contorno para se aproximar com a viatura e dar apoio.

 

Segundo o sargento Elias, assim que se aproximou, um dos suspeitos, identificado no momento como Rogério, mas que posteriormente foi identificado como Jean Verle de 31 anos, sacou a arma e atirou. O bombeiro foi ferido no abdômen.

 

O outro bandido [Valdir], contou para a polícia que quando percebeu se tratar de um bombeiro, se rendeu e jogou a arma de fogo no chão, que foi pega pelo bombeiro ferido.

 

Quando os outros dois militares chegaram, foram avisados pelo sargento ferido que se tratavam de bandidos no carro. Foi neste momento que o tenente BM se abrigou para chamar uma ambulância a fim de socorrer os feridos e o policial militar sacou da sua arma e enfrentou Jean Verle da Silva Lima, que deu dois tiros, dos quatro cartuchos que havia no seu revolver. Supostamente um dos tiros foi no sargento BM Elias, o que cabe a polícia investigar.

 

Valdir, o outro bandido que sobreviveu, não foi alvejado. Ele sofreu ferimentos leves e foi hospitalizado ficando sob vigilância da Policia Penal.

Todos os pertences dos envolvidos, inclusive todo o fruto do roubo, além das armas, foram entregues na Delegacia de Polícia Civil.

 

O sargento BM foi hospitalizado e não corria riscos de morte, conforme apurado. O policial militar que enfrentou a dupla de bandidos armados, também não sofreu ferimentos, felizmente.

 

Jornal Eletrônico PortalP1

Vídeo