Unisp de Jaru, RO, também é “sauna” de 32 graus

Publicada em


Ar condicionado quebrou e empresa que faz a manutenção colocou aparelho que não resfria o ambiente, mas aquece.

 

UNISP de Jaru – RO Foto: Portal P1

 

 

Não é fácil ficar num ambiente com 32 graus centigrados de temperatura. Então, a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Jaru (RO) há 290 Km de Porto Velho, oferece este ambiente sem aconchego e sem a menor condição de permanência, aos que buscam pelo atendimento e tem de esperar.

 

É que o ar condicionado da recepção estragou e ficou sem manutenção por pelo menos trinta dias e, conforme informações, a empresa que faz a manutenção dos ares condicionados do prédio, deixou um aparelho visualmente velho que funcionou por poucos dias e já em seguida estragou também. Por isso, tanto calor e fadiga durante a espera pelo atendimento.

Se para as pessoas que esperam por atendimento na recepção não é fácil, imagina para o servidor que fica em torno de 12 horas por dia trabalhando em uma temperatura que chega a 32 graus centigrados.

 

Há muitas reclamações das pessoas que vão ao local buscando por atendimento, afinal, 32 graus, mesmo a sombra, não é fácil.

A situação se repete há pelo menos 15 dias, conforme apurou o Jornal Eletrônico Portal P1.

Da Redação Portal P1

 

Ar condicionado da Unisp de Jaru. Foto: Portal P1