Solidariedade pode ajudar a salvar a vida de jovem diabético de apenas 27 anos

Publicada em


Rafael Carvalho precisa de um transplante de pâncreas e de rins. Ele vem sofrendo desde, os 12 anos de idade.

para Rafael Carvalho, de 27 anos – Foto: Arquivo Pessoal

 

A vida não é fácil para ninguém, mas para Rafael Carvalho, de 27 anos, é uma verdadeira guerra todos os dias. Desde que tinha 12 anos o jovem precisa de um transplante de rins e de pâncreas, devido o diabetes do tipo 1, que está na sua fase mais aguda.

 

O jovem vem recebendo uma corrente de solidariedade, que está mobilizando familiares e amigos, para ajudar nesta luta ferrenha e diária contra o diabetes tipo 1.

 

O transplante que Rafael precisa fazer para continuar vivo, só é possível em São Paulo. Passagem, hospedagem, alimentação e exames, não podem ser custeados pela família que resolveu então criar uma “vaquinha online” com o objetivo de angariar fundos e ajudar o jovem.

 

Várias pessoas e a imprensa estão se mobilizando para ajudar no enfrentamento da doença. O Jornal Eletrônico PortalP1 também entrou na luta e na solidariedade, que tem sido a mola propulsora desta corrente de fazer o bem.

 

Pesquisas na internet mostram que o ‘diabetes tipo 1’ é muito agressivo e há dois anos, o jovem teve um derrame pleural, em consequência de uma reação da doença.

 

Familiares de Jaru contaram para a nossa Redação que há três meses, logo depois de sair da internação do derrame, Rafael sentiu sua visão prejudicada, procurou a ajuda de um especialista, e foi diagnosticada uma retinopatia diabética prolifera. Ele quase ficou cego, mas não desistiu e foi à luta!

 

Além de quase cego, o jovem enfrenta a diálise, depois de ter os pés inchados, sofreu um infarto no miocárdio. No Hospital João Paulo II, Rafael passou por uma bateria de exames e os médicos descobriram que suas funções renais estavam prejudicadas.

 

Os exames continuaram, e foi descoberto que o coração de Rafael estava com quatro artérias obstruídas também consequente do diabetes. Ainda internado, ele passou por dois procedimentos de angioplastia, onde foram colocados quatro stents farmacológicos no coração.

 

Saindo do primeiro procedimento, Rafael se tornou um paciente dialítico e foi preciso passar um cateter em seu pescoço para fazer a hemodiálise de três em três dias. E a luta do jovem não para, como informa um tido dele, que é morador de Jaru.

 

Durante a diálise, Rafael teve um princípio de infarto sendo levado com urgência para a UTI, onde ficou internado durante três dias em observação. Ele precisou passar por novos exames para descartar um novo infarto.

 

A vida do jovem é uma luta continua. “Por isso estou batalhando para arrecadar fundos para me mudar para São Paulo, fazer correr atrás do transplante, pagar exames, e ser curado dessa doença. Eu peço ajuda de todas as pessoas que puderem me ajudar doando qualquer valor, porque é por uma boa causa, minha saúde está em risco”, pediu o jovem.

 

As doações de qualquer valor para ajudar a atleta podem ser feitas através do link

Click no link a baixo:

Colabore Transplante pâncreas rins

 

para Rafael Carvalho, de 27 anos – Foto: Arquivo Pessoal