Em Ouro Preto D’ Oeste (RO), Polícias Federal e Militar cumprem reintegração de posse

Publicada em


150 casas de um conjunto habitacional foram desocupadas. Segundo a justiça as residências foram invadidas no ano passado.

 

Policiais Militares se posicionando para apoiarem os federais.
Foto: Correio Central

 

Na manhã desta terça-feira, dia 11 de fevereiro, 150 casas do Conjunto Habitacional Morar e Viver Melhor II, em Ouro Preto do Oeste (RO), há 330 km de Porto Velho, que foram invadidas em novembro de 2019, foram desocupadas por agentes federais e militares, sob ordem da justiça.

Equipes do Policiamento Tático Móvel (PATAMO) e do Corpo de Bombeiros Militar, além de três oficiais de justiça, representando a Justiça Federal, apoiaram agentes da Polícia Federal na desocupação das casas.

Foram usados caminhões para carregar as mudanças das pessoas, que mesmo sob notificação de desocupação imediata, insistiram em ficar nas residências.

A operação determinada pelo Juiz Marcelo Elias Vieira teve inicio as 6h00 da manhã. As pessoas também receberam apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras (SEMINFRA), que deram apoio logístico para a retirada de famílias que se encontram no local.

Mesmo as residências que estavam fechadas foram arrombadas e tiveram os pertences carregados.

 

Não há registro de resistência. Policiais foram cuidadosos e bastante tranquilos.
Foto: Correio Central

 

Jornal Eletrônico Portal P1