Matou o irmão a ‘marteladas’ e jogou corpo numa fossa; crime aconteceu na zona rural da capital de RO

Publicada em


Como não foi flagranteado, acusado foi solto após confessa o crime. Durante o depoimento o homem contou como cometeu o crime.

Polícia encontrou corpo dentro de fossa em Porto Velho — Foto: Polícia Civil/Divulgação

 

As autoridades de Porto Velho, divulgaram nesta terça-feira, dia 10 de setembro, que um homem de 50 anos, matou o irmão de 49 anos, após ingestão de bebida alcoólica e discussão calorosa, numa chácara, onde ambos trabalhavam na construção de uma casa.

O acusado não ficou preso, devido a falta de flagrante, conforme apurou o Jornal PortalP1. Ele confessou ter matado o irmão a ‘marteladas’. O acusado, deu detalhes de como o crime ocorreu.

A chácara aonde os irmãos pedreiros trabalhavam, fica na zona rural de Porto Velho, na Zona Sul. O crime ocorreu pela madrugada do sábado, dia 07 de setembro. Ambos estariam sob efeito de bebida alcóolica.

Durante seu depoimento, o acusado disse que enquanto bebiam, começaram a discutir. Ele viu que o irmão tentou pegar um martelo e avançou para cima da vítima, o empurrou e ele [vítima fatal] caiu sobre a cama. “Foi nesse momento que sem pensar, eu dei duas marteladas nele”, disse.

Corpo estava dentro de fossa em Porto Velho — Foto: Polícia Civil/Divulgação

O acusado contou que assim que o irmão morreu, resolveu jogar o corpo numa fossa e construiu a tampa. Na segunda-feira, dia 09 de setembro, contou para uma pessoa que repassou a situação para o caseiro de um delegado que tem propriedade na região. O delegado tomou as providências e houve a confissão por parte do acusado.

O IML (Instituto Médico Legal) divulgou que o corpo foi achado em avançado estado de decomposição, enterrado na fossa. Como não há testemunhas oculares, mas apenas as pessoas com quem o acusado conversou e confessou, o inquérito deve se concluído em no máximo 30 dias.

Jornal Eletrônico PortalP1