Matéria Completa – Homem alvejado a tiros depois de ameaçar familiares em hospital de Jaru, é transferido para Ji-Paraná, RO

Publicada em


Inconformado com a separação no final do ano passado, o homem procurou a mulher e ameaçou de eliminar com toda a família. Ele estava armado e foi alvejado com dois tiros por policiais militares.

Policial Militar guarnecendo a recepção do hospital – Foto: PortalP1

 

O jovem de 29 anos, alvejado por dois tiros, efetuados por dois policiais militares no hospital municipal de Jaru (RO), depois de ameaçar e esposa e familiares, é morador da RO-133, zona rural de Theobroma (RO), Vale do Jamari.

O casal que tem uma filha, está separado desde o final de dezembro de 2019. Inconformado, o jovem tenta uma reaproximação há dias, mas sem sucesso. Ele então teria ligado para a ex-esposa de 27 anos e como ela estava no hospital visitando o padrasto internado, combinaram encontro.

Conforme a vítima, assim que o ex-marido chegou ao local, teria chamado para ir até o automóvel estacionado no pátio do hospital, um Fiat, modelo Pálio, de placas NBJ-7310, de cor vermelha. Foi aí que ele mostrou a arma e munições e exigiu que a vítima fosse embora imediatamente com ele.

A mulher disse que foi ameaçada e ao retornar para dentro do hospital, conseguiu avisar um parente e este, informou a Polícia Militar através do 190.

O jovem de 29 anos, com ensino médio completo, pai e com um futuro imenso pela frente, disse a ex-esposa que já havia vendido a espingarda e combinado com uma pessoa de terminar o serviço, se ele não conseguisse. “Ele me disse que se eu não fosse com ele, atiraria em mim e depois em toda a minha família. Ele também falou em se matar”, contou a vítima.

Ao chegar na recepção do hospital, os policiais militares tentaram negociar com o suspeito que levantou, agarrou a mulher que estava com a criança no colo e colocou a arma na cabeça dela.

Conforme declarações do boletim de ocorrência, o suspeito teria tentado atirar na vítima e foi nesse momento que o policial militar teria agarrado o seu braço segurando a arma.

Imediatamente o colega teria alvejado o suspeito que também teria tentado atirar nos policiais. Ao se livrar do homem armado, o soldado que o agarrou inicialmente também atirou.

Socorrido as pressas por uma equipe médica, o suspeito foi estabilizado e segundo informações, transferido para Ji-Paraná (RO) Região Central.

As autoridades agora investigarão as declarações de ameaça a toda a família, que ficou abalada.

 

Jornal Eletrônico PortalP1

Policiais Militares fizeram o isolamento da área, a fim de preservar evidências.
Foto: PortalP1