Governo atende pedido do deputado Adelino e mantém contratos com policiais da RR

Publicada em


Decisão manterá 88 policiais que atuam nos Colégios Militares do Estado.

Foto: Assessoria/ Divulgação

 

Desde o início do mês de outubro quando o Governo do Estado anunciou a possível demissão dos policiais militares da reserva remunerada (RR) que atuam nos Colégios Militares de Rondônia, o deputado Adelino Follador (DEM) tem mantido contatos com todos envolvidos, apresentando argumentos para reverter à decisão, esclarecendo a importância em manter os contratos, pois os resultados poderiam ser muito negativos, uma vez que, além de tirarem policiais das ruas, estes homens têm conhecimento e experiência, necessários para o trabalho desempenhado.

Na terça-feira (29) Adelino se encontrou com o secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), coronel José Hélio Pachá, e o secretário adjunto, Hélio Ferreira, pedindo urgência na decisão, pois os Colégios poderiam ficar desamparados a partir do início de novembro.

A reivindicação foi apoiada por outros parlamentares, que também entenderam o problema que a decisão geraria, engrossando o “coro” para que fossem mantidos os contratos.

Nesta quarta-feira (30), o parlamentar recebeu o comunicado do secretário Chefe da Casa Civil, José Gonçalves da Silva Júnior, informando que por determinação do Governador do Estado de Rondônia, Coronel Marcos Rocha, fica suspensa a exoneração dos 88 (oitenta e oito) militares reconvocados da reserva remunerada que atuam diretamente nas escolas Tiradentes.

“Agradeço ao governador, que atendeu ao nosso pedido e compreendeu a necessidade da continuidade do trabalho destes policiais, ao mesmo tempo que confirmou a contratação dos novos policiais militares, que já realizaram curso de formação, a partir do dia 11 de novembro de 2019, com isso ganha a Educação e a Segurança”, finalizou Adelino.

 

Fonte: Assessoria