Defesa Civil já registra famílias desabrigadas em Jaru, RO

Publicada em


Rio já passa dos dez metros e famílias são retiradas de áreas de risco.

Rio Jaru, RO

 

A Defesa Civil de Jaru, município da região do Vale do Jamari, começou na tarde da quinta-feira (10) a retirada dos moradores, que estão nas áreas de risco as margens do rio Jaru, que se aproxima dos onze metros, conforme aferição feita pelo corpo de bombeiros local.

 

José Ferino, responsável pela Defesa Civil em Jaru, confirmou nesta sexta-feira (11) pela manhã, que o rio estava com 9,9 m e que o monitoramento continua, já que a previsão é de chuvas intensas na região. Os bombeiros estão de plantão com escalas de folgas reduzidas, teria informado uma autoridade local.

 

Em 2016, o rio alcançou nível histórico atingindo aproximadamente 500 imóveis comerciais e residências. Os moradores próximos dos locais aonde a agua do rio inundou, começaram a abandonar as casas assim que as chuvas intensificaram. O medo é uma constante.

 

Oitenta famílias teriam sido cadastradas pela prefeitura do município de Jaru. O objetivo é o mapear e retirar o mais rápido possível estas famílias das áreas aonde o rio pode inundar. Em entrevista na imprensa local, o prefeito João Gonçalves (PSDB), informou que as famílias ribeirinhas cadastradas, concorrerão a casas populares nos próximos sorteios.

 

Não há registros de desabrigados e as pessoas retiradas de casa pelos bombeiros e defesa civil, estão em locais previamente preparados para abriga-las.

Da Redação PortalP1

 

Foto:Whatsapp/Divulgação