Associação dos produtores Rurais do Rio Bonito, afirma que não invadiu terras Indígenas

Publicada em


Segundo o Presidente, o local que estão acampados não faz parte da reserva.

Imagem/Divulgação

 

Semana passa o site PortalP1, noticiou  nova invasão de terras na região do Vale do Jamari. A ambientalista Ivaneide Bandeira, que faz parte da Associação Etnoambiental Ivaneide Bandeira, confirmou que novamente, em torno de mil grileiros invadiram as terras indígenas dos Uru-eu-wau-wau, o local é alvo constante de grileiros, conforme reportagem em primeira mão do G1/RO.

 

Está semana, o Presidente da Associação dos Produtores Rurais do Rio Bonito, entrou em contato com o nosso departamento de jornalismo informando que á controversas.

 

Segundo Hdeivd Queiroz de Jesus Alves presidente da (ASPRORIB), onde a associação está instalada a área é totalmente particular e que a associação está comprando toda terra que está fora do limites de reservas.

“ Órgãos de proteção ambiental estão querendo empurrar goela abaixo nos produtores desta região, para aumentar os shaps da reserva, mas existe um acordo com a real proprietária e legal herdeira que está em andamento a compra de toda a área fora dos limites da reserva” disse o presidente da ASPRORIB.

 

Em outro trecho da conversa Hdeivd fala que a criação da Vila Rio Bonito dentro da propriedade, já conta com Escolas, Posto de Saúde, Igrejas, Comércios, um Posto Policial, e que tudo está sendo desenvolvido dentro dos paramentos legais, fala que já tem projetos sendo reformulado retirando todo impacto ambiental.

 

“não temos nenhum interesse em enfrentamento com índios, e policiamento de proteção ambiental, porém exigimos transparência em tudo que for relatado a nosso respeito” ressaltou Hdeivd Queiroz de Jesus.

 

O Presidente faz questão de afirmar que eles estão na região de Nova Mamoré e não em Governador Jorge Teixeira, querem total nitidez nos relatos sobre a ASPROIB.

Documentos que comprova o que foi relatado ao nosso departamento de jornalismo. Essa semana o Presidente vai ao Ministério Público de Rondônia (MP-RO) e a UNISP local, fazer uma denúncia.

O site conseguiu com exclusividade os mapas da terra.

 

Exclusividade ao site PortalP1

Exclusividade ao site PortalP1

Exclusividade ao site PortalP1

 

Confira a Matéria anterior:

Mais de mil pessoas invadem novamente terras indígenas Uru-eu-wau-wau