Agiota ameaça família por causa de dinheiro emprestado há quatro anos em Jaru

Publicada em


Dinheiro teria sido usado em tratamento de saúde de uma criança.
O agiota teria ameaçado matar pessoas da família, se não pagassem.

 

Uma família que mora na Rua Belo Horizonte, altura do Setor I em Jaru, está sendo vítima de agiotagem, depois de ter pegado dinheiro emprestado de um homem que foi devidamente identificado à polícia judiciária, a fim de tratar da saúde de uma das filhas, que estaria na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), no João Paulo II em Porto Velho.

O dinheiro, que teria sido usado para salvar a vida da criança, a época somava R$ 7 mil, mas depois de quatro anos, o suposto ‘agiota’, quer receber R$ 60 mil.

A informação foi dada pela mãe da criança, que narrou na UNISP que, já faz algum tempo que o credor vem cobrando a família por telefone e proferindo ameaças. Porém, nesta noite de quarta-feira (12), o homem teria ido até sua residência, na Rua Belo Horizonte, Setor I e na frente das crianças e de outras testemunhas, ameaçado de morte toda a família, se o pagamento não fosse feito.

“Ele ameaçou dar um tiro na cabeça de cada um de nossa família. Ele fez isso tudo na frente das crianças que ficaram assustadas”, disse a mulher na delegacia.

O chefe da família quem tomou o dinheiro emprestado, não negou que é devedor, mas afirmou que não consegue pagar, pois, a dívida só aumenta.
O caso será investigado pelas autoridades.

Da Redação do Portal P1