Agevisa anuncia o “Dia D” de vacinação contra sarampo neste sábado e convoca pais e responsáveis

Publicada em


os adultos com até 49 anos devem ser vacinados durante a campanha, mas sempre com prioridade ao grupo mais suscetível, as crianças

 

O Governo de Rondônia está fazendo todo esforço para bater a meta de vacinar 118 mil crianças de seis meses a cinco anos contra o sarampo até dezembro. A afirmação foi feita nesta quarta-feira (16) pela enfermeira Ana Flora Camargo Gerhardt, diretora da Agência de Vigilância de Saúde (Agevisa), durante o anúncio da campanha “Dia D” de vacinação contra o sarampo para todo Estado de Rondônia, neste sábado (19).

A diretora chegou a ser taxativa no convite à população para que levem suas crianças aos postos para vacinar, destacando que falta pouco para atingir a meta. Segundo ela, a Agevisa já chegou a marca de 88% de vacinação, e espera fechar esta conta até final do ano, destacando que atingir a meta é importante, mas que importante mesmo é a imunização de todas as crianças. “E por isso peço aos pais e responsáveis que levem seus filhos aos postos em todo Estado de Rondônia e façam a sua parte”, disse.

O que é preciso saber é que a vacina é um direito da criança e uma obrigação dos pais, lembrando que ela protege e salva vidas. Neste sábado, portanto, o Dia D, é importante que toda a criança (de 6 meses a 5 anos) que que ainda não tenha tomado as duas doses, seja competentemente vacinada no posto de saúde do município em que reside. Esta campanha será ampliada com a segunda etapa que começa dia 18 e vai até dia 30 próximo.

A diretora da Agevisa, Ana Flora Gerhardt, e sua equipe, planejam o Dia D de vacinação contra o sarampo em todo Estado de Rondônia

Importa destacar que as crianças de seis a onze meses de idade, tomarão a dose zero, a chamada dose de proteção. E aquelas com idade de doze meses a cinco anos passarão pela análise dos agentes de saúde, que verificarão o cartão de vacina, podendo ser ou não vacinadas novamente, a depender da necessidade.

A diretora da Agevisa explicou ainda que também os adultos com até 49 anos devem ser vacinados durante a campanha, mas sempre com prioridade ao grupo mais suscetível, as crianças. Na zona rural, segundo informou Gerhardt, em obediência às peculiaridades de cada lugar e própria logística, todos serão vacinados no mesmo período, inclusive os adultos dentro da faixa etária.

A diretora da Agevisa revelou-se satisfeita ao informar que nenhum caso de sarampo foi registrado este ano no Estado de Rondônia, lembrando que as duas ocorrências do ano passado, na verdade, foram importadas do Amazonas, mas serviu de alerta para o complexo de saúde e vigilância estadual, que agiu com precisão e bloqueou qualquer possibilidade de disseminação da doença.

Leia mais: