Agente penitenciário imobiliza homem que atacou outro com facão, no Setor-04, em Jaru, RO

Publicada em


Vítima disse que estava no trabalho quando foi atacada de repente.
Agressor acusa homem a quem agrediu de estupro da filha durante 9 anos ininterruptos.

Foto: PortalP1

 

A Polícia Militar de Jaru (RO) há 290 km da capital, prendeu um homem que desferiu um golpe de facão nas costas de outro homem, na Avenida Juscelino Kubitschek.

As primeiras informações dão conta de que o agressor só não matou a vítima a golpes de facão, porque foi impedido por um agente penitenciário que estava passando no local e armado, evitou a tragédia.

O homem  de 34 anos contou aos policiais militares que mora em Ariquemes (RO) há 90 km de Jaru e que teria descoberto que o atual marido de sua ex-esposa, estupra a sua filha, que tem 15 anos, desde que ela tinha apenas 6 anos de idade.

A vítima do golpe de facão, tem 44 anos e trabalha numa empresa de produtos agropecuários e implementos agrícolas de Jaru. M. J. estaria na loja quando foi atacado pelo pai da sua enteada e disse que correu quando recebeu o golpe.

“Eu vinha vindo quando eu cruzei à Rua Florianópolis e subi na calçada, quando ele jogou o seu carro em cima de mim, foi quando eu ouvi alguém gritando corre, corre! Daí eu olhei e vi ele com o facão na mão. Ele me acertou nas costas”, disse a vítima.

O agente penitenciário C. A. Alves C., de 40 anos, passava pelas proximidades quando rendeu o agressor e evitou uma tragédia.

“Eu vi o que estava acontecendo. Vi o facão na mão de um dos homens e tomei uma atitude a fim de evitar que ele cometesse o crime”, contou.

O agressor foi levado para o hospital municipal, onde passou por exame de corpo de delito e posteriormente foi conduzido para a Unisp, onde disse que movido por um ódio incontrolável, não conseguiu evitar a agressão.

 

Jornal Eletrônico PortalP1

Print vídeo – PortalP1