Adelino Follador vistoria tapa buracos na RO-459 em Alto Paraíso, e sondagem no trevo da BR-364 com a BR-421

Publicada em


Parlamentar tem acompanhado e cobrado ações do Governo em toda região do Vale do Jamari

O deputado Adelino Follador (DEM) vistoriou na tarde de segunda-feira (27), o trabalho de tapa buracos na RO-459, que liga Alto Paraíso a BR-364, realizado pelo Departamento de Estradas de Rodagens (DER), e com a usinagem do material que está sendo utilizado feita em Jaru, com o excesso de chuvas ocorre alguns atrasos, e a previsão de conclusão dos serviços seja ainda nesta terça-feira (28).

“Este é um trabalho que temos cobrado bastante do governador Marcos Rocha e da direção do DER, aos quais agradeço por nos atender, assim como o chefe da residência do órgão em Ariquemes, José Lourenço, que tem se esforçado bastante. Vamos continuar cobrando para que o Estado mantenha a atenção e o cuidado necessários para que nossas rodovias não voltem a ficar no estado em que ficaram”, disse Adelino.

Outra questão importante em que todos querem ter informação é sobre a construção da ponte no rio Jamari, na RO-459. O deputado Adelino disse que estará nesta terça-feira (28) em Porto Velho, onde já marcou encontro com o diretor geral do DER, Erasmo Meireles, para levantar as informações de como está o processo, pois o projeto de sondagem já foi concluído, e deseja saber sobre o projeto da ponte e a previsão para o processo licitatório e consequentemente o início das obras.

Ainda em Alto Paraíso, Adelino esteve na rádio Parecis FM, onde participou do Programa do radialista Albert Santos, e na oportunidade falou sobre seu trabalho parlamentar e esclareceu algumas dúvidas de interesse da comunidade.

Trevo da BR-364 com BR-421 

Também na tarde de segunda-feira (27), no trevo da BR-421 com a BR-364, o deputado Adelino esteve conversando com técnicos do Dnit e da empresa responsável pela obra no local, onde estavam fazendo a sondagem para adequação do projeto, tendo paralisada por ter sido detectado infiltração no sub solo por conta de minas, segundo informações dos mesmos, a previsão de retorno do trabalho só deve ocorrer no período de estiagem. “Por isso a importância de termos insistido na abertura de acesso pelo trevo”, concluiu Follador.

 

Fotos e Texto: Assessoria