Adelino Follador crítica remarcações sistemáticas de cirurgias pelo governo

Publicada em


Parlamentar diz que os pacientes não são avisados com antecedência sobre adiamentos

Foto: Divulgação

 

A remarcação de cirurgias no setor de saúde pública estadual, um problema recorrente e ainda não solucionado pelo governo, levou o deputado Adelino Follador (DEM) à tribuna, na sessão ordinária desta terça-feira (22), na Assembleia Legislativa.

O democrata condenou também a forma como os constantes adiamentos são administrados pela Secretaria de Saúde. De acordo com o parlamentar, os pacientes sequer são avisados, com antecedência, sobre a mudança de data.

No lugar de benefícios, ainda conforme o deputado, esses imprevistos trazem, na verdade, malefícios para os que procuram assistência médica. “Algumas pessoas, com os respectivos familiares vêm de localidades distantes de Porto Velho e, só são avisadas sobre o cancelamento da cirurgia, quando chegam ao local programado para a realização do serviço médico”, comentou.

Adelino destaca que o aviso deveria ser feito pelo menos com três dias de antecipação. Ele acrescentou que esse descaso gera também despesas extras com os deslocamentos e estadas em Porto Velho. “Vale lembrar que é preciso realizar novamente todos os exames exigidos, ” observou.

Para o deputado, todos esses transtornos poderiam ser evitados se houvesse um pouco de respeito para com o ser humano. Os médicos, com base em informações recebidas pelo parlamentar, avisam sobre a impossibilidade de realizar a cirurgia em determinada data, mas esses avisos jamais chegam, justamente, até àqueles que esperam há meses pelo procedimento.

Texto: Antônio Pessoa-ALE/RO

Foto: Marcos Figueira-Decom-ALE/RO